Após exigirem volta dos shows, sertanejos se calam sobre a vacina da COVID-19 e geram revolta

Falta de posicionamento dos sertanejos perante a vacina da COVID-19 gera revolta na população após pressão pela volta dos shows

Desde que a pandemia começou a assolar o mundo sertanejo, a falta de shows se tornou um dos maiores problemas para os artistas. Com prejuízos milionários, tiveram que apelar para as lives, mas viram seus lucros decaírem após uma série de polêmicas que acabou afastando os telespectadores.

Confira as notícias do Movimento Country no YouTube

A partir daí, a volta dos shows virou figurinha repetida na boca de artistas como Gusttavo Lima, César Menotti e Fabiano e Naiara Azevedo, que chegou a ameaçar Bolsonaro cobrando uma atitude. As vontades não foram satisfeitas e isso gerou grande pressão na classe artística, que passou a fazer, muitas vezes, shows clandestinos para voltar a ter seus lucros e ostentações.

O curioso é que, desde que a vacinação contra a COVID-19 virou pauta no Brasil, tais artistas se calaram e não prestaram apoio à população em nenhum momento, o que obviamente gerou revolta em boa parte da massa.

Nas redes sociais, uma série de internautas esbravejou contra os interesses dos sertanejos, que só pensam no próprio umbigo e não tem um pingo de respeito com a população e mortes pelo vírus, e não fazem sequer questão de se retratar por isso.

Por outro lado, outros artistas mesmo em crise financeira grave já declararam que só voltam a se apresentar quando todo mundo estiver seguro, como é o caso do polêmico Eduardo Costa. Seria um alívio se todos pensassem da mesma maneira.

Leia também

Naiara Azevedo ameaçou Bolsonaro por causa da falta de shows

Após-ameaça-Naiara-Azevedo-é-flagrada-em-almoço-com-Bolsonaro-e-exige-a-volta-dos-shows
(foto de internet)

Após emagrecer mais de 30 kg e aparecer irreconhecível no Instagram, a cantora Naiara Azevedo gerou revolta após ignorar pandemia e exigir volta dos shows.

Em um pronunciamento em seu Stories, Naiara Azevedo cobrou atitudes de Bolsonaro e ainda disparou que os sertanejos não tinham coragem de se pronunciar, mas ela exigia a volta dos shows pois estava em crise:

“Bolsonaro, meu coleguinha, é tu que representa o Brasil? É tu que manda na porr* toda? Pois bem, então quero resolver meu negócio com você. Eu, em nome dos meus amiguinhos artistas que não têm coragem de falar contigo, estamos precisando resolver a nossa situação, bater um lero. Vamos marcar um encontro? Eu, você e uma galera para resolver isso aí? O que você vai fazer pela gente? Não está dando mais aqui, não. Ou resolve ou resolve”, disparou.

Ouça os principais lançamentos sertanejos no Spotify

“Eu preciso trabalhar. Estou com saudade do palco? Estou! Mas eu estou com saudade de pagar as minhas contas em dia também. E ninguém está preocupado com isso. O que a gente ganhou em cinco anos está torrando tudo agora”.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Acreditamos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais