O maior site sertanejo do Brasil

Advogados de Gusttavo Lima se pronuncia penhora de bens

0 5.469

Os advogados do cantor Gusttavo Lima se pronunciaram oficialmente sobre decisão judicial envolvendo a música “Que Mal Te Fiz Eu”


A justiça determinou conversão em perdas e danos da multa por descumprimento de decisão judicial. A ação proíbe Gusttavo Lima de cantar e comercializar a canção “Que Mal Te Fiz Eu”.
Com isso, o cantor deverá ser intimado a pagar o valor de R$ 2,5 milhões. Caso não faça o pagamento, ele poderá ter seus bens penhorados. A juíza Maria Cristina de Brito Lima, determinou a busca e apreensão dos exemplares dos Cds nos quais a canção está presente.
 O departamento jurídico do cantor Gusttavo Lima informou falou ao  Movimento Country com exclusividade sobre o caso.
Não há valor definido na decisão interlocutória do juízo da causa sobre aplicação de multa por descumprimento de ordem judicial.
“Todas as medidas legais e cabíveis já estão sendo tomadas, contra o pedido dos advogados do autor para aplicação da multa.
1ª melodia “Que Mal Te Fiz Eu – Diz Me”, objeto da ação, não faz mais parte do repertório de shows e eventos do cantor, desde a ciência da decisão, tal fato será provado em juízo.
A não execução da faixa, prova ser descabida qualquer aplicação de multa por descumprimento de ordem judicial.”

Entenda a polêmica envolvendo a música de “Que Mal Te Fiz Eu”

No primeiro semestre de 2017, Gusttavo Lima e a Som Livre foram proibidas de executar, divulgar e comercializar a canção “Que Mal Te Fiz Eu” por meio físico ou eletrônico, a canção que sofreu uma alteração na letra e, que esta, não foi autorizada pelo compositor português Ricardo Landum.
Leonardo Honorato que defende a causa do compositor da música, o sertanejo Gusttavo Lima deu maior visibilidade a música. “Ele lançou um single omitindo o nome do compositor, dando a entender que a música seria aparentemente de sua autoria.

loading...
Comentários
Loading...