Sem categoria

Tutorial: Repertório em 6 passos.

\"\"Fala povo do chapéu! Daora a vida?! haha

Vou fazer um post diferente hoje, voltado para os artistas que estão começando agora, ou até mesmo os que já estão na estrada algum tempo e precisam de algo pra dar um \”up\” na sua carreira que está estagnada. Aproveitem que não é todo dia que eu estou solidário para dar dicas assim.

Já constatamos aqui no blog que o atual \”hit\” do mercado sertanejo são as regravações, tanto do nordeste, quanto de funk que estão crescendo em progressão geométrica. Pois bem, porque se focar apenas nesses dois estilos para regravar uma música já consagrada?! Vou abrir esse leque e citar algumas músicas com as quais eu acredito que você consiga alavancar a sua carreira!! Acompanhem o raciocínio:

Sabemos que o público mais forte do sertanejo atual são os jovens entre 15 e 25 anos… Se esse é o público alvo, consequentemente se torna o público ao qual temos que atacar, certo?! Ok, público definido, pensemos do que esse público realmente gosta ou já gostou, tanto dentro quanto fora do mundo sertanejo. Vendo os comentários no twitter, percebo que uma das coisas mais unânimes entre eles é o seriado Chaves, exibido aqui no brasil pelo SBT. Grande parte dos jovens sabe boa parte das músicas de cor e salteado… BINGO! Fica aí a primeira dica para a regravação, e vou dar 2 opções para você escolher ainda.

A primeira é \”Que Bonita a sua roupa\”, essa que os amigos da vila cantam em coro:

E essa que se chama \”Jovem ainda\”, mais agitada. Já ouço arranjos de vaneira pra ela!

Ainda atacando esse lado de trilhas sonoras, fica mais uma dica, essa um pouco pessoal. Quem me segue no twitter sabe que sou admirador dos filmes do \”Toy Story\”, e acredito que como eu, muitos jovens da minha idade também sejam, e quem nunca ouviu essa trilha sonora?! Além de muitas pessoas a conhecerem, a letra é muito interessante, fica aí a dica:

Saindo um pouco do tema de trilhas sonoras, outra dica um tanto quanto pessoal, mas que certamente marcou muito a infância e/ou adolescência de muitos jovens, foi a banda de pagode que é melhor que Beatles: Molejo! Quem nunca se pegou dançando a dança de vassoura naquela festa em família onde a sua tia gorda sempre terminava com a vassoura?! Pois é, é uma banda que marcou essa geração e por isso eu tenho plena certeza do sucesso que uma regravação de Molejo alcançaria! Vou colocar a música que mais me agrada do grupo, mas aí fica livre pra você cantor escolher alguma do vasto repertório Molejiano.

E para fechar essa nossa primeira lista de indicações, vamos focar em uma coisa que repercute de maneira estrondosa: A morte de algum famoso. E vocês certamente já se tocaram de quem eu estou falando… Sim, queridos artistas, ela mesmo! Amy Winehouse. Façam uma versão da sua música de maior sucesso e peguem carona na atual repercussão que o assunto está tendo.

Só que essa dica requer um pouco de pressa, visto que a repercussão de uma morte acaba muito rápido, assim como acabará a sua carreira se você se focar apenas em regravações toscas e que exigem pouca ou nenhuma criatividade para serem executadas! É fato que muitas dessas regravações acabam se tornando um Hit por menor espaço de tempo que seja… E a sua carreira depois disso?! Acho que vale mais a pena um trabalho inédito que não ganhe tanta repercussão tão rapidamente, mas que se mantenha em um nível elevado de qualidade por um tempo maior, não?!

Enfim, depois de tantas \”dicas\” a verdadeira dica desse post está nesse parágrafo acima. Cabe a você saber até que ponto vale a pena trabalhar em cima de uma regravação e principalmente conseguir ter uma noção mínima da qualidade disso que você irá ou não regravar.

Não preciso nem dizer a respeito do sarcasmo usado nesse texto, acredito eu… Lógico que não faria sentido algum um sertanejo de fato regravar alguma dessas músicas, mas se você realmente achar que isso pode explodir de alguma forma, manda um tweet pra mim com o áudio depois de gravado! haha

That\’s all folks!Abs.

 

About the author

Hedmilton Rodrigues

Sócio Fundador do portal Movimento Country, no ar desde 19 de setembro de 1999.

Add Comment

Click here to post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *