Rodeio é atividade favorita de 54% dos freqüentadores de Barretos

0

A Festa do Peão de Barretos chega à sua 54ª edição com a responsabilidade de sediar a terceira Copa do Mundo de rodeio (veja abaixo). Um desafio à altura do mais importante e tradicional evento rural do Brasil.

A escolha do Brasil como sede da terceira Copa do Mundo tem explicação. O país tem hoje alguns dos melhores peões em atividade. Dos cinco brasileiros que foram inscritos para a competição, quatro estão entre os dez melhores do mundo. Eles são destaque na liga profissional norte-americana (a Professional Bull Riders, ou PBR) e acumulam títulos e experiência internacional.

Os brasileiros dão show, e a torcida reconhece. E que torcida. Pesquisa realizada com o público de Barretos aponta que 54% dos freqüentadores da festa estão interessados nas competições de rodeio, enquanto 25% das pessoas comparecem para ver os shows.

\”Só em Rondônia, Estado de área igual a São Paulo, há rodeios nas suas 52 cidades – 100%! O Estado é muito forte em pecuária. Em São Paulo há centenas. Com certeza são mais de 300 donos de boiadas e tropas pelo Brasil todo, falando de boi e cavalo. São 1.500 rodeios por ano no país, com 24 milhões de pagantes, quase o dobro do futebol\”, diz Emílio Carlos dos Santos, o \”Cacá\”, diretor geral de rodeios da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos.

No plano local, vale destacar o circuito da Liga Nacional de Rodeio, que revela talentos, o Circuito Crystal, que neste ano bateu o recorde de premiação na história dos rodeios no Brasil, com R$ 600 mil, e também o Circuito PBR-Brasil e o Circuito Barretos de Rodeio (ambos apenas com montaria em touros). A Festa de Barretos geralmente reúne os 20 primeiros classificados da Liga Nacional, os 20 do PBR, e 20 ou 10 do Crystal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here