Sem categoria

Peão cai do touro e morre em rodeio

O peão Etevaldo dos Santos Oliveira, 34 anos, mais conhecido como Baiano Louco, morreu anteontem à noite, ao ser pisoteado pelo touro Babalu, durante a semifinal da 10.ª Festa do Peão de Boiadeiro de Pederneiras (26 quilômetros de Bauru).

De acordo com Emílio Augusto, integrante da comissão organizadora da festa, e que testemunhou o acidente, Baiano Louco participava da semifinal do rodeio, na qual 45 peões competiam, quando ocorreu a tragédia. “Ele pediu autorização do boi, abriu a porteira, o boi saiu, ele agüentou uns quatro ou cinco segundos e caiu por baixo do boi. Teve a fatalidade de o boi pisar no peito dele”, conta Augusto.

Baiano Louco foi socorrido e levado ao Pronto-Socorro de Pederneiras. Apesar do peão estar usando os equipamentos de proteção, entre eles o colete salva-vidas, não resistiu ao impacto de uma pisada do touro em seu peito.

O corpo de Baiano Louco foi encaminhado ontem de manhã para sua cidade natal, o município de Américo Brasiliense.

Atuando há mais de 15 anos na profissão, o peão chegou a ganhar vários prêmios em competições. Durante sua carreira, ele ganhou, nos rodeios em que participou, 28 motocicletas e 6 automóveis, além de premiações em dinheiro. “É um peão muito conhecido no mundo do rodeio”, confirma Augusto.

Devido à tragédia, os demais peões que estavam competindo decidiram não montar na final da prova. “Não realizaram a final do rodeio em sinal de luto”, comenta Augusto.

Assim como os demais peões participantes do rodeio em Pederneiras, Baiano Louco tinha seguro contra acidentes, que foi acionado ontem mesmo.

A 10.ª Festa do Peão de Boiadeiro de Pederneiras teve início na última quinta-feira e terminou no domingo, no Recinto de Exposições “José Augusto de Carvalho Neto”.

O show foi viabilizado numa parceria entre a prefeitura, Ministério da Cultura (MinC), por meio do Convention Visitors Bureau e o Clube de Rodeio de Pederneiras, responsável pela realização e organização do evento. O delegado titular de Pederneiras instaurou um inquérito policial para investigar a morte do peão.