Warning: include_once(/home/moviment/public_html/wp-content/plugins/meks-flexible-shortcodes/inc/functions.php): failed to open stream: No such file or directory in /home/moviment/public_html/wp-content/plugins/meks-flexible-shortcodes/meks-shortcodes.php on line 82

Warning: include_once(): Failed opening '/home/moviment/public_html/wp-content/plugins/meks-flexible-shortcodes/inc/functions.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/moviment/public_html/wp-content/plugins/meks-flexible-shortcodes/meks-shortcodes.php on line 82
Parque do Peão recebe obras de adequações para atender deficientes | | Movimento Country
Sem categoria

Parque do Peão recebe obras de adequações para atender deficientes

O Parque do Peão “Mussa Calil Neto” está passando por algumas obras de adequação, se preparando para melhor atender a pessoas que sejam portadoras de deficiências.

Para que estas obras tenham eficiência desejada, o presidente de Os Independentes, Jerônimo Muzetti, conta com a consultoria de um grupo de profissionais, reunidos numa iniciativa da vice-presidente do Conselho Municipal de Pessoas com Necessidades Especiais, Maria Alice.

O grupo fez visita ao Parque na semana passada e indicou as prioridades que devem receber atenção de Os Independentes de imediato, as obras que podem ser realizadas até a Festa do Peão, para que o evento dê melhor atendimento aos portadores de deficiências, e traçou um plano de ação a médio e longo prazo, com o objetivo de deixar o local mais acessível a todos, não apenas nos eventos, mas o ano todo, visando o turismo permanente.

Para o presidente Jerônimo Muzetti, há muito o que ser feito. “O Parque do Peão é muito grande e deixá-lo acessível para todos os que tem necessidades especiais é um processo longo, mas acredito que dando os primeiros passos, com estas obras de adequação, já conseguiremos um salto de qualidade no local”, completou Muzetti.

About the author

Hedmilton Rodrigues

Sócio Fundador do portal Movimento Country, no ar desde 19 de setembro de 1999.

Add Comment

Click here to post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *