Sem categoria

Pai de Zezé Di Camargo confirma participação no desfile da Imperatriz Leopoldinense

O pai dos sertanejos Zezé Di Camargo e Luciano, Francisco Carmargo, de 78 anos, disse, no sábado (6), em Goiânia, que este ano será o primeiro em que participa de uma festa de carnaval.

Ele vai desfilar pela escola de samba carioca Imperatriz Leopoldinense, que vai homenagear os filhos dele em seu samba-enredo. “Mais uma experiência na vida, porque eu nunca vi carnaval, nunca fui, é pela primeira vez”, afirmou.

A escola vai ser a penúltima a desfilar pelo Grupo Especial. A apresentação está marcada para a noite de terça-feira (8) no sambódromo do Marques de Sapucaí, no Rio de Janeiro. Apesar da agremiação ainda não ter pisado na avenida, Francisco garante que vai levar o título do carnaval carioca para ficar junto com os discos de ouro e diamante dos filhos.

“Eu por ser o principal da folia como eles querem, vou trazer o título aqui pra Goiás, pendurar na parede”, brincou.

Confira a história das alas que vão homenagear Zezé Di Camargo e Luciano

Francisco Camargo foi lembrado pelos autores do samba-enredo Zé Katimba, Adriano Ganso, Jorge do Finge, Moisés Santiago e Aldir Senna. Em um trecho, a música cita: “A esperança do pai… Brilhou. Nos filhos que o Brasil… Consagrou. Talento e arte, vitória e superação. Que um Anjo Caipira abençoou. Se toda história tem início, meio e fim, a nossa começou assim”.

Ouça o samba enredo que homenageia Zezé Di Camargo e Luciano

A Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense irá homenagear no desfile desta segunda-feira a dupla Zezé Di Camargo e Luciano.

Ouça e confira a letra do enredo “É o amor que mexe com minha cabeça e me deixa assim… \”Do sonho de um caipira nascem os filhos do Brasil”

Autores: Zé Katimba, Adriano Ganso, Jorge do Finge, Moisés Santiago e Aldir Senna

Intérprete: Marquinho Art’samba (participação especial: Lucy Alves e Zezé Di Camargo e Luciano)

Chora cavaco, ponteia viola
pega a sanfona, meu irmão, chegou a hora
sou Brasileiro, caipira pirapora (bis)
Sagrada lida, vida sertaneja
Guardo as lembranças lá do meu torrão
O galo canta anuncia novo dia
Abre a porteira do meu coração
Minhas andanças marejadas de saudade
Semeiam sonhos… felicidade
Ouvir a orquestra espantar, vibrar numa só voz
Dançar no vento… os girassóis
No amanhã hei de colher, o que hoje for plantar
Visão que o tempo não desfaz
Dourada serra que reluz no meu goiás
Minha terra…
Sou som do serrado brejeiro
Onde a lua inocente vagueia
Berrante, peão, vaquejada
Tocando a boiada
A estrela que clareia
Sou matuta, ribeira, caipira
Não desgoste de mim quem não viu… ô
Paixão derramada na rima
O encanto da menina
Um pedaço feliz do brasil
Festa… tem cavalhada e romaria
Risos… os mascarados vêm brincar
Na fé que une e faz o povo acreditar
Que um grande sonho pode se alcançar
A esperança do pai… brilhou
Nos filhos que o brasil… consagrou
Talento e arte, vitória e superação
Que um anjo caipira abençoou
Se toda história tem início, meio e fim
A nossa começou assim

AUDIO:

Movimento Country no Spotify
Movimento Country no Deezer

Publicidade