Sem categoria

Os Maias eram do sertanejo…

\"\"Pois bem, estamos chegando ao final de mais um mês desse belo 2011, ano sem muitas surpresas positivas para o sertanejo, levando em consideração a pegada de \”bombas\” que vinham sendo lançadas nos últimos 3, 4 anos, vide \”Leilão\”, \”Meteoro\”, \”Bala de Prata\”, \”Chora, Me Liga\”, entre outras.

Diferente dos exemplos já citados de anos anteriores, nesse ano de 2011 não tivemos nenhum grande HIT, o sertanejo vem sobrevivendo as custas de regravações de funk e músicas oriundas do nordeste, normalmente já consagradas em seus ritmos locais, o que acaba se tornando uma \”garantia\” de que tal música vai pegar, oras, se a música já está estourada em outro ritmo, alguma coisa ela tem. Porém isso tem tornado o sertanejo muito igual, vejamos quantas duplas regravaram a famigerada \”Sou Foda\”, de cabeça consigo me recordar de no mínimo 4 ou 5 duplas, grande parte delas duplas consideradas grandes e que talvez não precisariam se render a tal \”moda\”.

 

Enfim, toda essa introdução para chegar ao nosso mês de Julho de 2011. E Yago, o que esse mês tem de diferente de todos os outros?! Além do meu aniversário Tivemos no mínimo três surpresas negativas para a nossa música sertaneja, ao meu ver.

Para abrir essa série vemos o nosso consagrado ex-franja Michel Teló regravando uma canção nordestina de letra extremamente elaborada e com uma pegada de repetição estilo \”A Banda Mais Bonita da Cidade\”, a genial \”Ai, Se Eu Te Pego\”. Ouçam comigo:

Pois é, não preciso dizer mais nada, eu acho. Quem me acompanha pelo twitter viu a minha bela reação, com uma única frase resumindo o que senti ao ouvir uma obra de tamanha genialidade, mas que não vem ao caso agora, rs. Usarei uma frase mais \”leve\” para expressar o que nos foi transmitido com essa bela obra, como disse meu amigo Timpin: \”Nossa, nossa, assim você se mata, Michel.\”

Não satisfeito apenas com isso, o mês de julho me trouxe mais algumas belas surpresas. Hoje, ao retornar da minha viagem para São Paulo, me colocando a par de tudo o que rolou nesse mundo obscuro da internerds enquanto estive dora, principalmente no nosso querido meio sertanejo, me deparo com um tweet comentando a respeito de um clip onde a dupla havia feito uma versão da \”Danza Kuduro\”, música clássica de festinhas de 15 anos e outros eventos aonde rolam coreografias no estilo \”Onda, Onda, Olha a Onda..\”. Tom & Arnaldo acabaram por transformar a \”Danza Kuduro\” em \”Dança Com Tudo\”. Segue o áudio:

Pelo menos o clip é interessante…

E não sendo o bastante por hoje, ao navegar por blogs de música sertaneja me deparo com um nome conhecido fazendo participação em uma música sertaneja, veja se essa voz cantando com Janderson & Anderson lhe parece familiar:

Sim meus amigos, podem acreditar, é ela mesmo: Stefhany, descendo do seu crossfox para entrar nessa carroça sertaneja.

Além desses 3 exemplos temos também Henrique & Diego atravessando o Polo Norte de shortinho com a versão de \”Canudinho\” e Fernando & Sorocaba tentando alcançar a linguagem do povão com a \”Pega Eu\”, ambos merecedores dessa menção honrosa nesse mês de Julho. E pensar que ainda resta uma semana desse mês… Acho difícil algo me surpreender novamente, mas confesso que estou com medo.

Por esses e outros motivos venho acreditando que os Maias realmente acertaram ao dizer que o mundo se acabaria em 2012, só não disseram qual mundo. Espero que eles não sejam realmente do nosso mundo sertanejo, mas se forem, vejamos pelo lado bom: Não vai morrer ninguém…

That\’s all folks!

Só lembrando que as opiniões expressas nesse texto contem dosagem elevada de ironia e sarcasmo, são do Yago Boufleuer e não representam o que o Movimento Country de fato pensa. (:

About the author

Hedmilton Rodrigues

Sócio Fundador do portal Movimento Country, no ar desde 19 de setembro de 1999.

Add Comment

Click here to post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *