O maior site de música sertaneja do Brasil!

Mariano deixa a UTI e é transferido para o quarto em hospital

0 7

Mariano que recebeu a visita do parceiro musical Munhoz na manhã desta sexta-feira, 21, deve receber alta entre hoje e amanhã.

Mariano deixou a UTI e foi transferido para o quarto do Hospital Barra D’Or, no Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira, 21. A informação foi confirmada pela assessoria do cantor, que afirmou que o sertanejo está bem e deve receber alta ainda nesta sexta-feira ou no sábado, 22.

Mariano está internado no hospital desde terça-feira, 18, quando bateu a cabeça, sofreu um corte e precisou levar 10 pontos durante treinamento no CEFAN – Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes para o quadro “Saltibum“, do “Caldeirão do Huck“.

Também na manhã desta sexta-feira, o sertanejo recebeu uma visita especial. Seu parceiro musical, Munhoz, esteve no Barra D’Or para encontrar o amigo. “Bom, galera. Todos queriam uma noticia. Dá pra ver neste sorriso que tudo está muito bem, graças a Deus. Ele está no quarto apenas em observação, mas de acordo com os médicos, está tudo sob controle. Te amo, irmão. Saiba que você é um grande exemplo pra mim”, escreveu Munhoz em sua rede social após o encontro.

Nessa quinta-feira, 20, a Comunicação da Globo informou que o sertanejo não seguirá mais na atração. “O Mariano deixa o ‘Saltibum’. O quadro segue com o restante do elenco”, informou a emissora.

Por causa do acidente, os shows da dupla Munhoz e Mariano que aconteceriam em Curitiba, no Paraná, na quinta-feira, 20, e em Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, no sábado, 22, foram cancelados.

Mariano falou sobre sua participação no quadro. Ele disse que uma das dificuldades era lidar com as dores por causa da prática. “Estou feliz com o convite, que foi feito pelo Luciano quando estávamos gravando o ‘Estrelas’. É um desafio completamente diferente, estou gostando muito”, falou.

O sertanejo disse que o salto era um desafio. “Nunca tinha saltado de plataformas assim em piscina, mas, na adolescência, pulava da ponte em Bonito, no Mato Grosso do Sul”, relembrou ele, que ainda completou: “Não tenho muito medo de altura, mas confesso que dá um pouco de receio. Uma coisa é saltar em pé e outra fazer as acrobacias. Tem sido difícil lidar com as dores e continuar aperfeiçoando as técnicas”.

Comentários
Loading...